Home > Saúde > Super Bactéria KPC: Prevenção e Tratamento

Super Bactéria KPC: Prevenção e Tratamento

bacteria KPC - prevenção

A Super Bactéria KPC ,é chamada assim por ser resistente à antibióticos, o que dificulta sua eliminação do organismo. Recentemente, vários Estados brasileiros vêm apresentando casos de pessoas que possuem a Bactéria KPC (Klebsiella Pneumoniae Carbapenemase). Existem meios de prevenção e tratamento para Bactéria KPC, mas infelizmente ela é resistente a vários medicamentos existente no mercado farmacêutico não consegue combatê-la.

Geralmente a super bactéria KPC é contraída pode atingir pessoas que estão com baixa imunidade ou estão passando por tratamentos hospitalares, como internações em UTIs, introdução de sonda, cateter ou pulsão venosa. De acordo com estudos, a KPC apresenta resistência a cerca de 95% dos antibióticos existentes e pode causar infecções no sistema urinário e no sistema respiratório (sérias pneumonias), podendo ocasionar a morte do paciente.

Como prevenir contaminação pela bactéria KPC, a principal medida é que médicos, enfermeiros e visitantes mantenham as mãos sempre limpas e desinfetadas com álcool, manter as unhas bem cortadas, cabelos presos usar sapatos fechados e evitar ingerir alimento no ambiente hospitalar. O tratamento é difícil, mas tem como principal antibiótico a polimixina.

Para conter os casos no Brasil (nos Estados de São Paulo, Paraná, Paraíba, Espírito Santo, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul) e o surto no Distrito Federal (com mais de 160 pessoas infectadas), o Ministério da Saúde, proibiu a venda indiscriminada de antibióticos (que facilita a formação da resistência das bactérias) e contará com a fiscalização da ANVISA para punir os estabelecimentos (farmácias e drogarias) que não cumprirem a norma.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>